Minha lista de blogs

sexta-feira, 27 de maio de 2005

Um pouco mais sobre Ann Coulter.

Frases de efeito:


Filha de pai católico e mãe presbiteriana, Ann Coulter aprecia uma polêmica. Usa o direito à liberdade de opinião e expressão para chocar e ser citada. Conseguiu mais esta vez. Leia abaixo algumas das frases mais célebres da mais nova iconoclasta americana.

TERRORISMO: “Devemos invadir seus países, matar seus líderes e convertê-los ao Cristianismo”, a respeito dos muçulmanos que festejavam os ataques do 11 de Setembro



IMPRENSA: “Só lamento que Timothy McVeigh não fez o que fez com o prédio do New York Times”, a respeito do autor do atentado a bomba que destruiu um prédio federal em Oklahoma City, 10 anos atrás, matando 168 pessoas



PYONGYANG: “A meu ver deveríamos jogar uma bomba nuclear sobre a Coréia do Norte. Buuuuum. Eles são uma grande ameaça (...) e seria um aviso ao resto do mundo”, em janeiro 2005



OPOSIÇÃO: “Os liberais estão sempre contra a América. Ou são traidores ou são idiotas”, do livro “Traição...”, de 2003



COTAS: “A política de integração racial nas escolas americanas só serviu para formar alunos analfabetos que se esfaqueiam entre si, enquanto não cometem atos de sodomia nas escadarias das escolas”, em entrevista à revista americana “Time”, em 2005



VIOLÊNCIA PÚBLICA: “Sou a favor de linchamentos. O delinqüente juvenil é o tipo de criminoso vulnerável a uma humilhação pública. Muitos deles se vangloriam de terem passagens por casas de detenção, então não fica bem (...) serem linchados publicamente nas suas comunidades”, em entrevista a uma TV do Canadá


Um comentário:

Eu odeio o Merdil disse...

Procurava por artistas russos que viveram no período da União Soviética só pra comprovar o quanto o regime comunista é inimigo da arte. Em Rachmaninoff, achei Síndrome de Marffan e daí Ann Coulter. Fui na pesquisa de fotos só pra ver o tamanho das mãos dela e ter uma idéia melhor da Síndrome e achei esse blog. Enquanto lia a respeito dela, as especulações sobre ela ter ou não a Síndrome deixaram de ser o foco da minha atenção. Interessantes as opiniões dessa mulher, gostei =D